sexta-feira, novembro 08, 2013

The Essential: Joseph Cornell

"Joseph Cornell (1903-1972), o artista americano assemblage, era um colecionador apaixonado peculiar, mas de bric-a-brac que usava bijuterias, pedaços de papel, tinta e muita cola para organizar mundos imaginativos dentro de caixas de madeira com fachada de vidro e quadros. Enquanto evocava a era vitoriana e passatempos infantis, Cornell desenvolveu uma técnica de colagem que transformou radicalmente a forma como a arte poderia ser feita - e vista - pelas as gerações vindouras"¹.

Este livro faz parte de uma coleção intitulada " The Essential", com pelo menos mais 29 livros sobre artistas importantes do ultimo século, como Andy Warhol, Willem de Kooning, Thomas Eakins, Man Ray, Normam Rockwell e Cindy Sherman.
Woman and Sewing Machine, 1931. Collage.  13,3x20,6cm
Osaka City Museum of Modern Art


Joseph Cornell (1903-1972) é um artista norte americano, que realizou trabalhos artísticos utilizando material descartado, garimpado de lojas de quinquilharias, sebos e antiquários. As populares lojas briquebraque, onde reunia itens para compor suas "assemblages", que são colagens obtidas a partir da montagem e junção de objetos diversos.  Descoberto em 1930, pelo galerista Leo Castelli (1907-1999), Cornell começou a expor junto aos surrealistas, que despontavam em Nova York. Inicialmente com colagens que remetiam as obras de Max Ernst (1891-1976), logo começou a produzir seus trabalhos com caixas. Foram inúmeras comumente chamadas de "caixas de sobra" ou "caixas sombrias", onde reunia objetos, imagens, bolas de vidro, frascos, e elementos completamente de diversos tipos e inspiração, para compor verdadeiros museus em miniatura, espaços de contemplação, onde pequenas histórias eram produzidas. Cornell era um artista recluso, e nunca saiu de "UtopiaParkway", bairro de subúrbio de Nova York, apesar de muitas de suas obras remeterem ao velho mundo ( a Europa Vitoriana), e aos "gabinetes de Curiosidades" do século XIX.




Glass Bell, 1932. Assemblage: paper collage,
Plaster hand, glass bell jar, 40x22x22cm.
The Art Institute of Chicago
L'Egypte de Mlle Cléo de Mérode
Cours élémentaire d'histoire
naturelle 1940.
Mixed media box construction.
12x24x18cm
Collection of Richard  L. Feigen
Nex York

Teve uma infância difícil depois da morte do pai, tendo que sustentar a mãe e os irmãos, entre estes, "Robert", que possuía paralisia cerebral, e mal podia se levantar.
Suas obras são encerradas por um clima de mistério e intimidade. 
Tilly Losch 1935, 40x23cm Construction
Collection of Robert Lehrman.
Waschington D. C.



O livro foi escrito por Ingrid Schaffner, autora e curadora americana que trabalha com Arte Contemporânea desde 1980.Conhecida por trabalhar em torno do movimento Surrealista, em pesquisas sobre as assemblages e fotografia, publicou vários artigos, ensaios, catálogos e livros sobre arte do século XX. Ela trabalha como escritora e curadora independente, e vive em New York, EUA.