sábado, junho 25, 2011

Hagar o Horrível, Dik Browne



Hagar é um viking, que saqueia pilha e queima, mas também é um homem caseiro, marido amoroso e pai devotado.

Seu autor ainda não acredita na fama que o viking mal encarado, feio e grosseiro ganhou em tantos anos de prolífico desempenho em inúmeras tiras durantes seus 38 anos de existência.

Hagar era exasperado com o filho, provocado pela filha e importunado pela mulher, sempre com muito humor, uma comicidade simples e sofisticada, que nunca foi ácida ou mordaz ao ponto de causar mal estar em seus leitores.

Este cuidado com o que dizer e quando dizer, é exatamente o forte da tirinha do Hagar, o Horrível.

Criada em 1973, distribuída a 1.900 jornais em 58 países e 13 idiomas. No Brasil as tiras de Hagar são publicadas pelo jornais Folha de São Paulo, O Globo e Zero Hora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça seu comentário aqui: